007-sem-tempo-para-morrer-critica
in

AmeiAmei

Crítica: 007 – Sem tempo Para Morrer

Sem dúvidas a franquia do agente secreto 007 James Bond é uma das mais conhecidas e quando chega um novo título, ficamos ainda mais curiosos para ver as cenas de ação, e todos aqueles equipamentos de espiões ultra tecnológicos.

Antes de tudo, elogiamos aqui toda a estética do filme e trabalho da produção desde a captura das cenas até a finalização.

Ou seja, pra você que é fã de ação, tiroteio e perseguições de carro, você deve assistir 007 Sem Tempo para Morrer no IMAX.

Além disso, esse filme estará marcado por ser o último de Daniel Craig no papel de James Bond.

Sobre o novo 007 Sem Tempo para Morrer

Depois de conquistar a crítica internacional, a produção dirigida por Cary Joji Fukunaga (True Detective) chega aos cinemas brasileiros em 30 de setembro.

O agente secreto James Bond está agora aproveitando sua vida longe das missões perigosas. No entanto, após contato com seu amigo da CIA, Bond é agora convencido de que existe uma ameaça ainda maior, e o agente deve voltar. Porém…

naomi-007
Naomi de Lashana Lynch

Uma grande surpresa muito bem construída na trama foi Naomi de Lashana Lynch. Ela agora assumiu o manto de ‘007’ e esta envolvida nas missões desde que James Bond se afastou. Mesmo ela sendo a nova “007”, parece que todo potencial de ação e inteligência e até mesmo como protagonismo frente ao James Bond não foi explorado.

Não somente ela, mas outras mulheres também tiveram papeis super importantes nos atos, o que realmente foi excelente para a trama.

No entanto, trama que pode ser parecido com o que já vimos, composta pela história de amor de James Bond. Mas isso não é ruim, pois os relacionamentos do agente secreto sempre tiveram importâncias, desde os primeiros filmes.

Outro fato também relevante neste filme é de uma arma biológica altamente perigosa, capaz de matar apenas com um simples toque.

sem tempo para morrer james bond

Acertos do Filme

Vemos um James Bond totalmente humanizado, talvez despreocupado com a segurança de sua própria vida, porém, totalmente focado em salvar e proteger as pessoas que mais ama.

A história de amor de Bond é totalmente humanista e muito bem trabalhada nessa trama, juntamente com o vilão de Rami Malek.

Conclusões

Com mais de 2:30h de filme, existem diálogos longos e cenas um tanto quanto clichês. No entanto, sim, é um filme total James Bond. Assim como vemos ao longo dos outros títulos, 007 Sem Tempo para Morrer trouxe elementos característicos já conhecidos.

Autorização para matar, o charme e sucesso com as mulheres, a coragem e força, e claro, não esquecer dos gadgets.

Porém, em minha opinião para ser um filme de despedida para Daniel Craig como agente secreto tão importante conhecido, faltou mais.

Se pensarmos sobre tudo que Bond passou, tiroteios, perseguições, os vilões dos filmes anteriores, parece que essa ameaça, mesmo sendo maior, realmente não teve um grande propósito para despedida e fim de seu papel.

Claro, “007 é apenas um numero”, mas gostaria que ao menos fosse mais impressionante esse fim, (para alguns será), podendo ser trabalhado no inicio do filme, para que no final isso realmente fosse nos deixar ‘chocados’.

Rami Malek 007
Rami Malek – 007

Por fim, o vilão de Rami Malek é também um dos pontos positivos do filme, mesmo seguindo a famosa linha que conhecemos, o homem que deseja matar todos por motivos pessoais.

Em conclusão, com ritmo lento no começo, o filme tem atos constantes de ação e perseguição, fazendo valer a pena assistir 007 Sem Tempo para Morrer.

Nota: 7/10 (Bom)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *