critica o grito 2020
in

Crítica O GRITO (The Grudge 2020) – Vale a pena?

Por ser um roteiro interessante e pelo sucesso do nome (O GRITO) que quando falamos de filmes de terror, até hoje as pessoas conhecem o titulo. Portanto, a Sony Pictures deu carta verde para a produção de um novo reboot do filme original lançado em 2002 JU-ON.

Isso mesmo, o novo lançamento é um filme reboot, ou seja, não temos a criação de uma história totalmente nova, mas sim uma visão diferente dos fatos e de como o filme anterior foi apresentado para nós. Além disso, estamos observando que filmes do gênero terror estão cada vez mais se adaptando ao público, fazendo com que mais pessoas se interessem pela história. Ou seja, trazendo não apenas monstros e gritos para as telonas, mas algo a mais que pode envolver as pessoas na história.

Eu sou fã do gênero, desde criança eu acompanho filmes independentes até os mais produzidos e que hoje possuem praticamente franquias. Também gosto muito de filmes com uma pegada mais sanguinária e cômica, assim, podemos citar ZUMBILANDIA. Será que O GRITO conseguiu ganhar pontos comigo?

O GRITO é um filme criativo, com terror psicológico

the grudge 2020

Antes de falar um pouco da história desse filme, gostaria de destacar alguns pontos positivos e negativos. Como pontos positivos temos uma narrativa diferente do que já vimos nos filmes anteriores. A ideia agora é mostrar os acontecimentos em uma linha temporal que difere do que já estamos acostumados, que é uma narrativa sequencial.

O GRITO apresenta os fatos principais já de cara, com esses fatos vamos viajando entre a realidade e o passado, bem como a linha temporal do que cada situação ocorreu. Com tudo isso acontecendo, pode parecer que fica difícil de entender. Porém, não é isso que acontece, tudo é contado de forma surpreendente e bem atrativa eu diria. Além disso, o elenco consegue complementar bem toda a história, trazendo aquele arrepio na espinha em alguns momentos.

E por falar em medo, e sustos, vamos colocar isso como um dos pontos que poderiam ser melhorados. É claro que estamos acostumados com “jump scare” nos filmes de terror, aqueles momentos que um espirito, monstro ou seres, aparecem do nada na tela com um grito. O filme utiliza bastante dessa técnica, o que não é errado. No entanto, poderia ser trabalhado ainda mais o terror com suspense em cenas que foram muito bem construídas.

O que podemos esperar do filme O GRITO 2020

critica the grudge

Sem sombra de dúvidas um filme que trouxe minha curiosidade durante todas as cenas. A história comum é que existe um espirito que habita a casa por muitos anos. No entanto, o filme não conta apenas isso, mas mostra a história de outras famílias que viveram na casa e passaram por esse problema em comum. Um espirito maligno que a partir do momento que você entra na casa ele vai perseguir você até o fim.

Vale destacar também que é interessante essa maneira com que essas histórias são contadas, pois, todo o passado começa a se conectar com o presente. O jovem cineasta Nicolas Pesce, cuida do roteiro e direção trabalhando com o envolvimento do filme original, porém agora trazendo a lenda para o convívio dos americanos.

O filme consegue ligar os fatos que foram apresentados, o que faz desse algo diferente do que estamos acostumados. Com toda certeza podemos acompanhar a loucura sendo instalada na personagem central interpretada por Andrea Riseborough juntamente com Lin Shaye, que pra mim já é uma atriz indispensáveis em filmes do gênero.

Por fim, acredito que se o filme contasse com um tempo de duração maior, poderíamos ter um final mais interessante. Não vimos nada surpreendente no final, além de algo que muitos filmes já mostraram. Isso foi uma pena já que estávamos envolvidos em uma história bem desenvolvida e diferente. Entretanto, a boa direção de imagens e roteiro principal faz com que o filme seja sim um bom titulo do gênero.

Deixe uma resposta