in ,

Crítica Resident Evil: No Escuro Absoluto 1ª Temporada

Crítica Resident Evil: No Escuro Absoluto 1ª Temporada

Resident Evil: No Escuro Absoluto é a nova série animada em CGI que estreou nessa quinta( 08) na Netflix. Baseada completamente nos games da Capcom, a série traz os personagens já conhecidos em uma nova trama que irá abrir espaço para mais produções da franquia na Netflix.

O texto a seguir não contém spoilers sobre o final da temporada. Leia sem se preocupar.

A franquia Resident Evil nos cinemas foi tão massacrada, mas mesmo assim teve um belo retorno para a Sony. Com uma trama que não chegava nem perto do clima dos games de grande sucesso.

A Netflix então resolveu adquirir parte do material já produzido, tendo em vista os filmes animados como Degeneração e resolveu criar sua própria história  a partir daqui.

Os protagonistas não poderiam ser outros: Leon S. Kennedy e Claire Redfield, que já haviam trabalhado juntos em longas anteriores a esse.

Resident Evil: No Escuro Absoluto: Tudo sobre a animação da Netflix

Para situar a história, a trama se passa entre os jogos Resident Evil 4 e Resident Evil 5, então os fãs dos games pegarão as referencias, ao contrário daqueles que nunca jogaram. Mas claro que nada irá atrapalhar a imersão ou o entendimento a respeito.

Resident Evil 4 é um dos games que mais joguei na vida, então é bem legal quando o presidente menciona os acontecimentos do jogo e olha para o retrato de Ashley. Por mais irritante, que ela possa ter sido.

Uma guerra civil ocorreu no país fictício chamado de Penamistão, onde uma equipe acabou ficando presa por lá, enquanto um novo vírus zumbi foi ativado perto dali.

Resident Evil: No Escuro Absoluto ganha trailer e Netflix divulga detalhes  | Jogos | Tecnoblog

Leon e Claire acabam indo parar na investigação por motivos completamente diferentes, mas que sabemos que irão se cruzar em certo momento da história. Os dois assim como estiveram juntos em Raccon City, precisarão novamente combater essa nova ameaça.

O clima da série lembra em muito o game, recentemente remasterizado, Resident Evil 2, mas claro que com muito mais diálogos do que cenas de ação. Que por sinal, são muito boas e violentas como devem ser.

Uma temporada bem rápida, com uma trama fechada que prende do começo ao fim. O único lado ruim é que passa tão mais rápido do que um filme. Então fica um gosto de querer mais. A Netflix certamente fez apenas uma aperitivo para aguçar os fãs da franquia.

 Resident Evil: No Escuro Absoluto traz todo o clima dos games em uma história bem interessante envolvendo toda a mitologia da série e prepara terreno para mais produções que a Netflix já confirmou.

Nota: 8,5 de 10,0

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *