mandaloriano final
in , ,

CRÍTICA O MANDALORIANO EPISÓDIO 8 SEASON FINALE- ” REDEMPTION”

O Mandaloriano foi uma das maiores apostas do ano de 2019, sendo a primeira série live-action do universo de Star Wars já produzida. Uma aposta e tanto do serviço de streaming Disney Plus que veio a chegar nos EUA, e para uma primeira tentativa, a série que caiu nas graças do público graças a uma excelente história e personagens que caíram nas graças de todos.

Depois do sétimo episódio, ficou a expectativa de uma fechamento convincente dessa temporada, mostrando o embate final de Mando e sua proteção do Baby Yoda contra o remanescente do império comandado por Moff Gideon. E esse último episódio da temporada, será que conseguiu dar um fechamento agradável para essa excelente primeira tentativa? Contém spoilers.

O episódio denominado ” Redemption” continua a partir do final do anterior mostrando que Mando( Pedro Pascal), Cara Dure( Gina Carano) e  Greef Karga( Carl Wheaters) estão encurralados, e somos brindados com a participação de Giancarlo Esposito como Moff Gideon e sua tropa de Stormtroopers e Deathtroopers.

Resultado de imagem para mandaloriano redemption scenes

O episódio foi dirigido por Taka Waititi, o mesmo diretor de Thor Ragnarok e sua carga de humor misturada com muita ação é vista repetidamente, começando com o diálogo entre dois Scout Troopers( os soldados que capturaram Baby Yoda) com uma cena bem característica do humor de Taka, mostrando os dois troopers errando os tiros e culpando o blaster, até o momento em que são abordados e abatidos pelo robô IG-11, que cumpre muito bem seu papel de babá como foi programado por Kuiil antes de morrer.

Resultado de imagem para mandaloriano redemption scenes

As cenas de ação do episódio são excelentes, alternando bem entre os diálogos entre os personagens e toda a tensão criada nesse embate com as tropas do império. Os poderes de Baby Yoda vão evoluindo cada vez mais com o passar do tempo em uma cena épica. E finalmente, o rosto de Mando é revelado assim como seu nome dito por Moff Gideon, se chama Din Djarin.

A segunda temporada já foi confirmada pela Disney junto com seu criador Jon Favreu, e o gancho deixado com Moff sobrevivendo e em suas mãos possuindo uma Dark Saber que já foi vista em universos expandidos de livros e animações. O sabre de luz de lamina escura foi criado ainda na época da Velha República por Tarre Vizsla, o primeiro Mandaloriano a se juntar à Ordem Jedi. A arma foi mantida no templo Jedi após a morte de Vizsla, mas acabou sendo roubada pelos mandalorianos do clã Vizsla durante a queda da Velha República.

A arma então se tornou um importante símbolo na cultura mandaloriana, sendo passado de geração em geração e sempre sendo empunhado pelo líder do clã Vizsla. Dessa forma, o único jeito de obter o Darksaber era derrotando o seu antigo portador. Podemos presumir, então, que ele derrotou e provavelmente matou a sua antiga portadora.

Outro grande destaque nesse episódio é a importância do dróide IG-11 e seu fim em uma cena grandiosa. E logicamente, toda a sequencia de diálogo entre Din Djarin( O Mando, vamos nos acostumar) e  Ferreira (Emily Swallow) sobre o futuro da criança e ainda recebe da Ferreira um jetpack (que ele tanto queria) e a responsabilidade de cuidar e treinar a Criança até que ela cresça – ou a devolver a sua espécie original, que até agora ninguém conhece.

Que primeira temporada fantástica e que a segunda venha ainda maior, e obrigado Disney por arriscar sem medo em algo novo.

Primeira temporada Nota:  10,0

Deixe uma resposta