in

M8 – Quando a Morte Socorre a Vida: Mistério e Realidade Brasileira

Imagem do Filme - M8 Quando a morte socorre a vida

A trama se passa na cidade do Rio de Janeiro e já mostra como existem dificuldades e muitas diferenças entre classes sociais e gêneros.

Iniciando com o estudante de medicina Mauricio interpretado pelo ator Juan Paiva.

Aqui já temos uma realidade de muitos jovens negros que moram em periferia. Além disso, vale o destaque para esse ponto do filme.

O retrato de um Brasil desigual e o racismo que acontece diante dos nossos olhos mas muitas vezes recusamos aceitar que existe sim.

Sobre a Trama do Filme M8

O título acompanha a rotina do jovem que depois de dificuldades conseguiu entrar no curso de medicina e agora tem que enfrentar além do preconceito, o mistério por traz de um cadáver de um homem negro que sua classe e seus colegas devem estudá-lo.

Toda angustia vivida pelo jovem começa a se agravar e até mesmo tirar sua atenção quando Maurício sente que algo não está certo com o cadáver de sua faculdade.

Em um primeiro momento ele pensa ter sido algo de sua mente. No entanto, o mistério ligado ao corpo é muito maior do que ele pode ver.

Iniciando assim um processo de investigação sobre o motivo da morte do homem que ele e seus colegas estão estudando.

Além disso, o filme traz um toque sobrenatural deixando ainda mais interessante acompanhar a rotina e a investigação.

Uma Mensagem para todos os Brasileiros

O filme não somente cuida de contar uma história, mas vemos uma mensagem bem clara e objetiva também.

Onde foram parar os filhos de mães não somente de negros mas de jovens que desapareceram sem deixar rastros.

Além disso, vemos a realidade do Rio de Janeiro, tudo acontece rápido e na maioria dos casos nunca temos uma resposta dos governantes e autoridades responsáveis pelas investigações dessas pessoas.

Vale a Pena Assistir M8 – Quando a morte socorre a vida?

Vale muito! Além de mostrar a realidade de muitos jovens negros e pessoas que vivem em periferia, mas lutam diariamente para vencer o preconceito, o filme consegue prender sua atenção no mistério principal e na rotina difícil do protagonista.

O que mais gostei de M8 foi a forma de contar a história simples e básica, mas que acompanha a investigação por trás um mistério com os corpos na faculdade.

No entanto, esse ponto dos mistérios e investigações poderia ser explorado ainda mais.

Entretanto, acredito que seria necessário mais tempo de filme, uma vez que 1h e 20min passa muito rápido. Tudo acontece naturalmente que nem percebemos o final da trama.

Ou seja, um filme que deveria ser assistido por todos.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *